VICE CONSUL CAMILO BUANGA É RECEBIDO NO QUARTEL DA GUARDA MUNICIPAL DO RIO
28/06/2019 09:41 em Consulado de Angola no Rio de Janeiro

VICE CONSUL CAMILO BUANGA É RECEBIDO NO QUARTEL DA GUARDA MUNICIPAL DO RIO

O Vice Consul Para a comunidade angolana no Rio de Janeiro, Domingos Camilo Buanga, foi recebido no Quartel da Guarda Municipal do Rio na quinta feira (27) em ocasião de uma Palestra sobre a comunidade Angolana na Cidade. A palestra " UM GRITO DE ALERTA" da Palestrante Sabrina Ferreira, brasileira descendente de Angola, teve como base os cuidados no trato da guarda municipal a comunidade angolana.

Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) é uma instituição do município do Rio de Janeiro, criada em 14 de junho de 1831 por Dom Pedro I que foi restaurada e adaptada pela Lei Municipal nº 1.887, de 27 de julho de 1992 sendo oficialmente reimplantada pelo Decreto Municipal n° 12.000, de 30 de março de 1993, que teve como finalidade inicial a "proteção de bens, serviços e instalações municipais, contribuindo para a qualidade de vida da população". Hoje e considerada o embrião da Guarda municipal (Brasil) fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Guarda_Municipal_do_Rio_de_Janeiro

O Vice Cônsul foi recepcionado pela Comandante da Guarda Municipal Tatiana Teixeira Mendes e pelo Coronel Paulo Amendol, Secretario de Ordem Pública, que mostrou o interesse em fazer uma parceira com a instituição consular no sentido de mapear os lugares onde a comunidade angolana se faz presente, para poder salvaguardar as atividades de ordem comercial e atendimentos de outras naturezas nas regiões onde a guarda atua.

A palestra “ UM GRITO DE ALERTA” teve como foco o tratamento que a Guarda Municipal  ou outro agente de segurança publica, deve ter com os imigrantes, a palestrante Sabrina Ferreira, destacou a importância do trato dado a comunidade angolana e as mulheres no geral.

Ao fim do encontro o Vice Consul, foi convidado a conhecer as instalações da Guarda e todo aparato operacional. Na mesma senda o Vice Consul mostrou a disponibilidade do Consulado Geral de Angola no Rio de Janeiro, em cooperar com a guarda Municipal para melhor atender as demandas da comunidade angolana no assunto referido.

COMENTÁRIOS